Contos de fada mal contados: CINDERELA

Olá! Continuando a saga de contos de fada mal contados (a propósito, confiram aqui os anteriores, que também são muito interessantes!), vim trazer uma história que provavelmente vocês já ouviram semelhante: CINDERELA!

contosdefada-cinderela-1

Para quem não está lembrado, basicamente a história fantasiosa da Disney é o seguinte: depois da morte da mãe da Cinderela, seu pai, rico e de título, casa-se com uma mulher com duas filhas da mesma idade da menina, pensando que diminuiria sua solidão. Porém, ele acaba morrendo, deixando a sua madrasta tomando conta de sua filha. A madrasta, porém, invejava a beleza e o amor do ex marido com a filha, coisa que suas filhas (e ela) nunca tiveram. A partir daí, a pobre Cinderela é fadada a tornar-se empregada da casa, morando no sótão sujo e cheio de ratos.

Vocês conhecem a história. O príncipe convida todas as moças da cidade para um baile, onde iria escolher sua esposa, mas a madrasta não permitiu que Cinderela fosse. A menina, então, passa a noite chorando com um vestido rasgado, quando sua fada madrinha aparece e lhe concede até meia noite uma roupa nova, carruagem e sapatinhos de cristal. Ela vai para a festa, dança com o príncipe, eles se apaixonam. Mas, meia noite, Cinderela volta correndo para casa e esquece um sapatinho de cristal no chão.

O príncipe não desiste. Manda todas as mulheres da cidade calçarem o sapato para saber quem era a mulher misteriosa da outra noite. Por fim, depois de alguns problemas, Cinderela calça a sapatilha e casa-se com o príncipe. Só!

7138_163999337104880_1003091195_nPrimeira versão: Para seus pés caberem no sapatinho de cristal, uma irmã malvada da Cinderela corta os dedos do pé, e a outra corta o próprio calcanhar. Mas o príncipe é avisado de o sapatinho está repleto de sangue, e não aceita nenhuma das duas como
esposa. Quando elas tentam comparecer à festa de casamento entre Cinderela e o príncipe, as irmãs têm os olhos furados por pássaros. Mais tarde, Cinderela quebra o pescoço da Madrasta Má com a tampa de um baú, matando a vilã. Ah, mais um detalhe: não existia fada madrinha na história dos irmãos Grimm.

Segunda versão: 

Pai, mãe e filha eram uma família feliz até que a mãe ficou muito doente. Ela chamou a filha e disse-lhe para plantar uma árvore em seu túmulo, e sempre que precisasse de algo, fosse lá chacoalhar a árvore. Ela plantou e regou com suas lágrimas.
Algum tempo depois o pai se casou com outra mulher, que já tinha duas filhas más que apelidaram a menina de Cinderela. A madrasta logo botou a menina para trabalhar como empregada.
Um dia, o rei anunciou 3 bailes e Cinderela foi obrigada a ajudar as irmãs a se arrumar para o primeiro baile. Ela não tinha vestido e tinha que separar lentilhas antes que as irmãs voltassem. Depois que elas sairam para o baile, dois pássaros bateram na janela e se ofereceram pra ajudar Cinderela com as lentilhas.
No dia seguinte as irmãs contaram do baile para Cinderela (que tinha visto tudo da janela). E na mesma noite, teve outro baile. Dessa vez Cinderela não pôde ir pq teve que separar sementes. Os pássaros novamente a ajudaram.
Quando eles acabaram, os pássaros disseram pra ela ir ao túmulo da mãe, ela sacudiu a árvore e ganhou um esplêndido vestido prata com acessórios. Mas ela tinha que voltar antes da meia-noite. Ela voltou pra casa e encontrou uma carruagem com serventes e cavalos para levá-la ao baile.
Assim que dançou com ela o príncipe percebeu que ela seria sua esposa. Antes da meia-noite ela voltou para casa.
No dia seguinte as irmãs más contaram sobre a misteriosa princesa que dançou com o príncipe. E na mesma noite haveria o 3º baile. Cinderela teve que ficar separando ervilhas e novamente os pássaros a ajudaram e ela chacoalhou a árvore de sua mãe.
Dessa vez, Cinderela ganhou um vestido dourado com pedras preciosas e sapatilhas feitas de ouro. O príncipe já a esperava na escadaria e dessa vez fez muitas perguntas à seu respeito.
Cinderela quase perdeu o horário e teve que sair correndo, perdeu um dos sapatinhos e ainda perdeu a carona, ficando no meio da rua com suas roupas velhas.
O príncipe não a viu, mas encontrou seu sapatinho de ouro e proclamou que se casaria com a pessoa cujo pé coubesse nele.
Chegou a vez das irmãs experimentarem. A madrasta as chamou e disse que se o sapatinho não coubesse, elas deveriam usar uma faca e cortar um pedaço de seus pés. A irmã mais velha experimentou e não serviu, então cortou seu calcanhar e o sapatinho serviu. O príncipe já estava levando ela para o castelo quando os pássaros amigos de Cinderela cantaram dizendo que tinha sangue no sapato. O príncipe viu e levou a impostora para casa.
Então a segunda irmã experimentou os sapatos e precisou cortar os dedinhos para servir. Novamente o príncipe estava levando ela pro castelo e os pássaros deduraram o sangue.
O príncipe voltou para a casa e perguntou se havia outra garota. A madrasta não queria, mas ele a fez chamar Cinderela. O sapatinho serviu e ele reconheceu sua noiva. Eles vão se casar e quando as irmãs vão para assistir, os pássaros bicam seus olhos e elas ficam cegas.

cinderella2

Terceira versão: Aparentemente Cinderela era esquizofrênica (ou tornou-se insana por conta dos frequentes isolamentos. Logo ela acreditava falar com ratos, pássaros, e imaginou uma fada madrinha. Houve o baile e a madrasta a proibiu de ir justamente por conta da loucura, mas ela fugiu com suas roupas rasgadas. Ao chegar lá, sequestrou o príncipe, trancafiando-o em uma área do palácio e tentou abusar dele, machucá-lo, imaginando ser algo romântico. Depois de ferí-lo, ela foge, acreditando que a magia das abóboras vai sumir. Ao chegar em casa ela percebe que perdeu um de seus sapatos (que não eram de cristal, mas ela repetiu para o príncipe diversas vezes que era). No outro dia a polícia apareceu em sua casa procurando pela garota, que seria enforcada no dia seguinte por conta do crime que cometeu. A madrasta, já sabendo do que se tratava, disse para Cinderela que era o príncipe querendo casar-se com ela, para convencê-la a descer. Ao chegar lá, a garota foi capturada e morta – mas morreu pensando que ia casar-se, e que a corda no pescoço era, na verdade, a sua coroação.

Konachan.com - 103126 sample.jpg

Bem legal né? Um pouco bizarro, mas nem de longe é a mais assustadora. As versões são bem parecidas, mas bem divertidas de se ler também. Deixem sugestões das próximas! Obrigada!

Anúncios

4 comentários sobre “Contos de fada mal contados: CINDERELA

Comentem! Vou adorar saber o que acharam!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s