O Pequeno Príncipe – Indicação Lunar

Olá! Hoje trouxe para vocês a recomendação de um dos livros mais encantadores que já li. Não! Não é infantil. É sobre você. Sobre quem foi, quem é ou quem será. Ou todos esses. É sobre a mente infantil e seu otimismo mágico que, de fato, traz esperança e vida ao mundo. É sobre coisas ruins vistas com bons olhos, e coisas boas vistas com maus olhos. É sobre o modo de ver. É sobre a bondade.

“Todas as pessoas grandes foram um dia crianças. Mas poucas se lembram disso.”

O-pequeno-príncipeO livro Le Petit Prince, francês, foi escrito em 1943 por Antoine de Saint-Exupéry, um escritor, ilustrador e aviador. Essa capa ao lado, inclusive, é de um livro onde todas as aquarelas são feitas pelo próprio Antoine, e fiz questão de adquirir justamente esse, que é sensacional!

O livro foi traduzido para inúmeras línguas, tendo até mesmo um museu no Japão dedicado aos fãs do pequeno príncipe. Agora vamos para a história.

Basicamente a história narra, de início, um aviador que acaba se perdendo no meio do deserto com defeitos no avião. Lá ele encontra um menino bem diferente: loirinho, com cachecol, e falava bem estranho. Era um garotinho que dizia ser um príncipe em um planeta tão pequeno, mas tão pequeno, que pequeno principe.jpgele podia dar apenas uns passos até dar a volta completa.  Wallpaper-04.jpgLá ele tinha apenas uma amiga. Uma rosa. Era uma flor encantadora e vaidosa que ele estava sempre ali, cuidando. Em seu planeta, ou melhor, asteroide (chamado ali de asteroide B 612), havia três vulcões que ele precisava estar sempre limpando.

É tudo muito lúdico em suas narrações! Ele conta as coisas com tamanha vivacidade que não demora para o protagonista acreditar nele e, inclusive, se sensibilizar. Sim! Ele se lembra de coisas de sua infância, em especial os seus desenhos. Quando criança ele desenhou algo e, ao mostrar para adultos, todos pensavam que era um chapéu. Ele ficava frustrado! Sempre repreendia explicando que não! apesar-de-parecer-um-chapeu-o-desenho-mostra-uma-jiboia-que-engoliu-um-elefante_Não era um chapéu, e sim uma cobra que comeu um elefante. Entendem o quanto isso é dócil? Delicado? Algo que uma mente infantil vê com tanta facilidade mas que os adultos julgavam como besteira. Ao
mostrar o desenho ao pequeno príncipe o elefante foi reconhecido imediatamente. Ah! E os desenhos são importantes na obra. A amizade entre os dois começa quando o menor pede que ele desenhe uma ovelha. O aviador nega saber desenhar, mas, persuadido, o faz. Entretanto tem que repetir o desenho várias vezes até agradar ao príncipe, que sempre alegava “ele está triste, está grande, isso não é uma ovelha”. Até que tentando não dar spoilers ele consegue fazer um, criativo, que satisfaz totalmente aos pedidos. É surpreendente.

O-Pequeno-Príncipe-2Aí vocês perguntam para mim: o que o príncipe e único cidadão do asteroide B 612 (sem mencionar a rosa) está fazendo em um deserto na Terra? Bom, o que acontece é que o pequeno príncipe, curioso como toda criança deve ser, quis conhecer coisas novas. Ele e a rosa, apesar de se amarem como família, brigavam muito, e ele queria sair e ver o universo. E assim o fez. Com a sua magia petiz ele voa de planeta em planeta até chegar à Terra. Ele narra cada uma de suas viagens – com o vaidoso,o rapaz que acende lamparina, o bêbado, o rei, o contador, cada um deles. Cada planeta é curioso para ele, e há sempre uma leitura psicológica de cada morador de seus pequenos planetinhas. Ele, com uma visão bondosa de tudo, vê os defeitos que marcam cada adulto de cada lugar, sempre achando estranho que eles tenham aquela vida de propósito. Nenhum o agradou, o que levou a encontrar a Terra.

Aqui tudo pareceu curioso. Eropequenoprincipea enorme e com animais diferentes. Ele pousou no deserto e conheceu uma cobra, uma raposa, e tendo com cada um deles um diálogo que deixa claro o que difere o adulto da criança. Ele aprende com todos e transparece sua opinião sobre ser perda de tempo se importar com coisas como bebida, poder, posse, dinheiro, preocupações. Ele garante que a vida, sendo leve, é muito mais prazerosa.

As frases são clássicas. Cada página tem uma citação digna de ser anotada e levada como meta ou regra da vida. É impressionante a sutileza das lições morais que as crianças dão aos adultos.

aboutAcendedoraboutAstronomoaboutGeografoaboutHomemaboutReiaboutSerpenteaboutVaidoso

No fim está claro que o aviador se inspirou no príncipe, mesmo depois de spoiler se separarem. Ele demonstra sempre pensar no pequeno como um anjo da guarda, nos indicando a não hesitar em ajudar, caso encontremos pelo deserto, um pequeno menino loiro com uma áurea imaginativa aparente. Eu sorrio só de me lembrar dessa cena.

d2fafa8e21d41d051c2069c2898e31eb-thumb-800x513-58896Falar em cena, com certeza sabem que há vários filmes retratando a obra. Um com atores reais, algumas animações, desenhos, curtas, tudo! É algo que viralizou de maneira estupenda e que recomendo muito.

Gente, é um livro pequeno, rápido de se ler, prazeroso, e eu acho que vale muito a pena tirar um dia para lê-lo. Vai te acrescentar muito psico e espiritualmente. Obrigada!

Anúncios

3 comentários sobre “O Pequeno Príncipe – Indicação Lunar

Comentem! Vou adorar saber o que acharam!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s