Pastafarianismo: você sabe o que é?

Olá! Hoje resolvi trazer um tema bem interessante. Muita gente desconhece a religião do pastafarianismo, aquela que acredita em um Monstro de Espaguete Voador. Estranho, né? E o mais estranho é que é super comum. Vamos lá!

FlyingSpaghettiMonsterEssa religião surgiu, muitos dizem, de um movimento agnóstico. A história diz que MEV, o Monstro de Espaguete Voador, criou o mundo em quatro dias e descansou nos outros três. Ele é, basicamente, um grande amontoado de espaguete com dois olhos e duas almôndegas. Dizem que sua primeira aparição foi para o venerado Capitão Mosey, pirata do navio Lasagne (do espaguetês, lasanha). O capitão Mosey, então, guiou o povo em nome das verdades da palavra do novo deus onipotente. Houveram também dez placas com os mandamentos de MEV, porém enquanto o capitão as equilibrava para levar para o topo de um morro acabou derrubando duas, que quebraram. E assim surgiram as Oito Condições de MEV – que podem se resumir a mulheres, bebida e muito macarrão.
0vrqLHjAh! E eu comentei sobre o inferno da religião? Pois bem. Os seguidores do pastafarianismo acreditam que, se você não segue as condições boêmias de MEV, está fadado a passar a eternidade em um inferno com oceanos de cerveja quente e strippers com DSTs. Já o céu, o oposto. É um paraíso alcoólico com muitas strippers  extremamente sensuais, ao gosto de cada um.

E os punidos, quem são? Os pagãos. MEV garantiu que voltaria para salvar o mundo de todos eles. Os salvos, os anjos, são os piratas. A religião acredita que todo pastafariano deve se esforçar para ser um pirata, pois eles, sagrados, ajudam a combater o aquecimento global.

Sobre as condições do grande monstro:

  • “Realmente preferiria que você não agisse como um santarrão imbecil que se acha melhor que os outros quando descrever minha santidade espaguética.”
  • “Realmente preferiria que você não usasse a minha existência como um meio para oprimir, subjugar, castigar, eviscerar, ou, você sabe, ser mau com os outros.”
  • “Realmente preferiria que você não julgasse as pessoas por seu aspecto, ou por como se vestem, ou pela maneira como falam, ou, bem, apenas seja bonzinho, está bem?”
  • “Realmente preferiria que você não fizesse coisas que escandalizassem a si mesmo, ou a(o) seu/sua parceiro(a) amoroso(a) mentalmente maduro(a) e com idade legal para tomar suas próprias decisões.”
  • “Realmente preferiria que você não desafiasse as ideias fanáticas, machistas e de ódio dos outros com o estômago vazio.”
  • “Realmente preferiria que você não construísse igrejas/templos/mesquitas/santuários multimilionários à minha santidade macarrônica quando o dinheiro poderia ser melhor empregado para (faça a sua escolha):
    • Erradicar a pobreza,
    • Curar enfermidades,
    • Viver em paz, amar com paixão e reduzir o custo da TV a cabo.”
  • “Realmente preferiria que você não andasse por aí contando às pessoas que eu falo com você.”
  • “Realmente preferiria que você não fizesse aos outros o que você gostaria que fizessem a você caso goste de… eh… daquelas coisas que usam muito couro/lubrificante/Las Vegas. Mas se a outra pessoa também gostar da brincadeira (conforme #4), então aproveitem.”

Os pastafarianos tem algumas comemorações festivas que são levadas a sério. Por exemplo, sexta-feira. Esse dia é altamente sagrado, todos os pastafarianos tem que beber e relaxar durante o dia inteiro; o Remedã, onde durante um mês inteiro os pastafarianos devem comer unicamente macarrão após o anoitecer; Pástua, onde todos se unem em um banquete vestidos de piratas; 19 de setembro é o dia de se falar como pirata; e o Halloween, onde todos tem que estar vestidos como piratas.

Monstro SpaghettiE uma oração? Será que tem? Claro! Não tinha como faltar. Olha aí:

Oração do conhecimento

Conceda-nos, oh monstro de espaguete voador, teu molho;e no molho, macarrão;e no macarrão, almôndegas;e nas almôndegas, conhecimento;e do conhecimento, o compreensão do que é saboroso;e da compreensão do que é saboroso, o amor do espaguete;e do espaguete, o amor do monstro de espaguete voador.Ramen.

130806082047_pastafarianismo_304x171_nikoalm_nocredit
Esse homem foi o primeiro no mundo a ter a permissão legal para sair com um escoador de macarrão na cabeça na foto dos documentos oficiais.

E, pessoal, essa religião atrai muito público. As pessoas vivem disso. Fazem tatuagem, usam escorredores de macarrão na cabeça, vestem-se de piratas, bebem rum e falam como piratas. Há igrejas focadas em pastafarianismo desde 2005. É estranho, curioso, diferente, mas não posso deixar de admirar essa criatividade e, convenhamos, o quão divertido isso é.

Espero que tenham gostado assim como eu adorei. Obrigada!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Comentem! Vou adorar saber o que acharam!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s