Fanfics

Se tem uma coisa que todo blogueiro gosta e insiste em fazer é escrever. Escreve na mesa, parede, guardanapo, roupas, chão, na primeira coisa em branco que vemos. Mas, claro, cada um se descobriu um escritor de um jeito. O meu foi nas fanfics.

Antes de tudo:

Fanfic é um termo usado para quando um fã escreve uma história sobre seus ídolos e heróis, fictícia.

Eu sempre gostei muito de ler, muito, mas nem sempre tinha um livro novo, algo diferente, e acabava sempre relendo as minhas histórias favoritas em casa. Um dia, porém, uma amiga me indicou o site Nyah Fanfiction, dizendo que lá eu encontraria muitos amadores escrevendo histórias. Nem preciso dizer que adorei! Mas tive uma surpresa: eles não criavam a maioria das histórias. Eles usavam personagens e cenários já existentes e faziam contos com eles. Fiquei viciada! Lia o dia inteiro, comentava, recomendava tudo. Fiz bons amigos lá (infelizmente quase todos sumiram, por serem de estados diferentes).
Por um tempo eu apenas lia até perceber uma coisa muito importante: eu aprendi a diferenciar a boa da má escrita. Não má, mas aquelas que ou são muito rápidas, que esperam que deduzemos tudo, ou aquelas que dão muito detalhe mas não contam história alguma. Com base nos livros que li consegui distingir cada um deles, e os que eu não gostava me causava uma coceirinha… Esse foi o marco inicial para minha vida na escrita.
Não demorou muito para eu criar a minha primeira fanfic. Chamava-se A Herdeira das Trevas, baseada em Harry Potter. Ela contava uma fictícia situação onde Voldemort havia adotado uma garota para poder usar de arma contra Harry. É, eu sei. Fico muito chocada ao pensar que isso fez sucesso – e fez. Eu consegui certo destaque e segui escrevendo milhares de fanfics, tanto de Harry Potter quanto várias outras: Percy Jackson, Saga Crepúsculo – eram as fanfics da moda, na época. Eu amava!
Acontece que eu já tive cerca de cinco contas lá, mas estou em uma fixa até hoje. Sim! Eu ainda escrevo no Nyah! Admito que estou com certa ausência (muita, diriam os meus leitores), mas tenho planos de voltar com força total. O meu usuário é o Maria Lua para os curiosos.
Lá eu ainda tenho três fanfics (duas terminadas e uma… Quase lá).

image

image

image

Sabe, é uma honra ter fanfics reconhecidas. Não posso dizer que as minhas são, mas conheço várias excelentes histórias que merecem reconhecimento e sequer chega a ter dois leitores. É trabalhoso, mas vale muito a pena. Nessa mesma fase decidi: quero viver disso, da escrita.
Ah, não foi só nisso que essa fase me influenciou. Tudo o que sei sobre blog, html, photoshop e edição de vídeo aprendi por causa do Nyah. As capas eram o primeiro convite à fanfic, e era importante ter uma bonita para ter leitores. Há sites de encomendas de capas de fanfics por todo canto, juro, mas mesmo assim eu odiava ver a assinatura de outra pessoa em algo escrito por mim. Foi aí que fui perguntando aos meus amigos até descobrir que programa baixar (Photoshop CS4, na época). Fui me virando, vendo vídeo-aula, treinando, até que comecei a ser considerada boa no que fazia. Minhas capas tinham minha assinatura e muita gente me pedia para fazer também. Eu me enchia de orgulho!
Chegou um dia em que algumas garotas viram minhas capas e falaram que eu era muito boa mesmo nisso, e então me ofereceram um “emprego” (claro, eu não era remunerada, mas me divertia muito) em um blog, e eu aceitei sem pestanejar. Comecei animadíssima. Era algo muito profissional, eu tinha uma planilha, dedicava muitas horas do meu dia e recebia muitos elogios. Aprendi a fazer vídeos (trailers de fanfics) na época, também. Infelizmente esqueci muita coisa.
Acontece que eu sempre fui muito ambiciosa. Não gostava quando decidiam meu horário, quando me limitavam a X fanfics, ou simplesmente de ter “ordens”. Decidi criar meu próprio blog de design: o Breaking Designs. Eu aprendi a mexer em html e, sério, eu até que mandava bem. Eu tive sucesso logo de cara. Os que já conheciam meu trabalho migraram pro meu blog e, inclusive, teve muita gente pedindo para entrar para o staff (equipe de design). Eu deixei, e isso fluiu por muito tempo. Infelizmente eu tenho um grande talento já que sou geminiana para deixar para lá os meus projetos. Abandonei. O blog ainda está lá cheio de pedidos, mas não sou mais tão boa quanto antes. Fazer o quê?
Mas continuei escrevendo. Em algumas fases mais, outras menos, mas sempre escrevendo. E foi assim que vim parar aqui, no blog. Um projeto que pretendo não abandonar tão cedo e, sinceramente, espero que esteja agradando a vocês tanto quanto a mim.
Obrigada!

Anúncios

3 comentários sobre “Fanfics

Comentem! Vou adorar saber o que acharam!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s